quarta-feira, 5 de novembro de 2008

NOVOS TEMPOS


Depois de uma longa e caríssima campanha eleitoral,Barack Obama é eleito Presidente dos Estados Unidos.Barack Obama tem pela frente uma tarefa dura de tirar amaior potência do mundo de uma séria crise econômica que atinge diretamente ou indiretamente países do mundo inclusive o Brasil.

Obama é do partido dos Democratas,para mim é uma grande e importante mudança para os rumos de um país e do mundo,pois vira-se uma página de um horripilante e frustrado Governo Republicano que custou muitas vidas ,queda economômica e a execução de um fundamentalista.

Escrevo isso porque como em pleno século 21 ainda há execuções e penas de morte.

Sinceramente espero do fundo de minha alma(é verdadeiro e sincero mesmo),que o novo chefe de estado traga um governo mais digno ,menos violento e menos racista e desigual.

Martin Luther King ,Malcon X com certeza estão lá de cima numa alegria só.

Podem não concordar,mas para os Estados Unidos eleger o primeiro presidente negro com certeza foi uma questão de honra,que chegou até a mobilizar uma grande quantidade de eleitores,pois nos EUA o voto não é obrigatório.

E quando observo esse novo episódio na história eu penso: NÃO ESTÁ NA HORA DE DISCUTIR SOBRE A OBRIGATORIEDADE DO VOTO ?Nem que para isso fosse necessária a realização de um PLEBISCITO.

Um forte abraço para todos e tudo de bom, beijos,
Janaina de Almeida.

Novo Tempo - Ivan Lins


9 comentários:

Lulu on the Sky® disse...

Que ele faça um bom governo, concordo que deveria haver um plebiscito pra decidir obrigatoriedade do voto.
Big Beijos

DO disse...

No início da campanha eu tinha sérias restrições a suas propostas,mas depois de ouvir tantas asneiras do outro candidato,o melhor foi ele ganhar mesmo. Pela simbologia que representa e pelo "novo" que se faz necessário.
Muita sorte a ele.

Beijos!!

Leonor Cordeiro disse...

Amanhã será um dia muito especial, pois faremos a nossa blogagem coletiva em homenagem à querida escritora Cecília Meireles.
Estou muito feliz com a sua participação.

Grande abraço!

Leonor Cordeiro

Leonor Cordeiro disse...

Amanhã será um dia muito especial, pois faremos a nossa blogagem coletiva em homenagem à querida escritora Cecília Meireles.
Estou muito feliz com a sua participação.

Grande abraço!

Leonor Cordeiro

Fábio Mayer disse...

Tenho medo do voto não ser obrigatório no Brasil, porque isso facilitaria a compra dele e, pior que isso, aumentaria o seu preço.

O voto obrigatório no Brasil evita que só votem os paus-mandados dos políticos venais ao mesmo tempo em que impede que as pessoas deixem de sufragar por preguiça ou porque a praia é mais interessante.

Numa situação de voto facultativo, do jeito que anda a educação e a moral e cívica do país, o voto dos conscientes jamais suplantaria o voto dos comprados...

Yvonne disse...

Tomara que tudo dê certo para ele. Estou torcendo. Beijocas

Carol disse...

Tenho muita esperança que as coisas melhorem com a eleição do Obama.
Bjs!

Polêmica disse...

Oi Janaína, concordo plenamente com você. Os Estados Unidos bateu recorde de eleitores que foram as urnas votar, com certeza as pessoas que votaram estavam desejando muito mudanças no país. Não vou dizer que sou totalmente contra a obrigatoriedade do voto mas, com certeza isso deve ser discutido, nós eleitores brasileiros temos que ter mais conhecimento sobre os pontos positivos do voto facultativo.
Gostei do Obama ter ganhado, foi um grande passo para a diminuição das desigualdades e racismo.

(Adorei o riquíssimo comentário que você deixou no meu blog, muito obrigada!)

Beijos

Lula disse...

Eu to esperando! Alguma coisa nele me lembra o Collor. Você notou que o sorriso sumiu da cara dele depois de eleito? Querer ser presidente da maior potência é uma coisa, ser, é outra.

Beijão no narizinho.