terça-feira, 11 de novembro de 2008

ESCLARECIMENTOS

Esse post é de esclarecimento, pois cometi um erro grave sem saber.Juro que não sabia do ocorrido, da profundeza de minha alma.Porém, mas quem não deve não teme e não tenho medo de nada e de ninguém.

Lembro até o que um professor em minha faculdade dizia:"SE VOCÊ ERRA O QUE NÃO SABE, TUDO BEM.O PROBLEMA É ERRAR O QUE JÁ SABE".

Escrevo isso porque me vi na obrigação de pedir mil desculpas por um erro que cometi e sinceramente eu não sabia sobre o que aconteceu em 1979 quando o cantor Fagner foi processado pela família da saudosa poetisa Cecília Meireles por ter utilizado indevidamente a poesia "Marcha" na composição de Canteiros.

O cantor admitiu o uso indevido da poesia no dia seis de novembro de 1979 ao ser interrogado pelo Juiz Jaime Boente,na Décima Sexta Vara Criminal,que "sem tirar a beleza dos versos, procurou fazer uma adaptação à música".

Sou leiga no assunto direito mas segundo as minhas pesquisas(vou citar fontes) Raimundo Fagner violou a Lei número 5988/93 que regula os direitos autorais e com a agravante de plágio ,nos artigos 184 e 185 do Código Penal. Para mim é de suma importância fazer esse post a fim de esclarecer que errei e admito que erro ,pois não sabia do ocorrido, não sabia mesmo.

Para finalizar, a título de curiosidade,o poema "MARCHA" e comparem com a música "CANTEIROS". Um forte abraço para todos e DESCULPAS NOVAMENTE. Vamos à poesia "Marcha":

As ordens da madrugada
romperam por sobre os montes:
nosso caminho se alarga
sem campos verdes nem fontes.
Apenas o sol redondo
e alguma esmola de vento
quebram as formas do sono
com a idéia do movimento.

Vamos a passo e de longe;
entre nós dois anda o mundo,
com alguns mortos pelo fundo.
As aves trazem mentiras
de países sem sofrimento.
Por mais que alargue as pupilas,
mais minha dúvida aumento.

Também não pretendo nada
senão ir andando à toa,
como um número que se arma
e em seguida se esboroa,
- e cair no mesmo poço
de inércia e de esquecimento,
onde o fim do tempo soma
pedras, águas, pensamento.

Gosto da minha palavra
pelo sabor que lhe deste:
mesmo quando é linda, amarga
como qualquer fruto agreste.
Mesmo assim amarga, é tudo
que tenho, entre o sol e o vento:
meu vestido, minha música,
meu sonho e meu alimento.

Quando penso no teu rosto,
fecho os olhos de saudade;
tenho visto muita coisa,
menos a felicidade.
Soltam-se os meus dedos ristes,
dos sonhos claros que invento.
Nem aquilo que imagino
já me dá contentamento.


Como tudo sempre acaba,
oxalá seja bem cedo!
A esperança que falava
tem lábios brancos de medo.
O horizonte corta a vida
isento de tudo, isento…
Não há lágrima nem grito:
apenas consentimento.

Fontes consultadas:

Raimundo Fagner

Blogstórias Essenciais

9 comentários:

Olhos de mel disse...

Oie Jana! Feio não é errar, até porque é humano! Feio é não admitir o erro.
Fique tranquila; tudo esclarecido, incidente esquecido.
Boa semana! Beijos

DO disse...

Relaxa,Janaina. Estas coisas acontecem. E mais bonito foi vc reconhecer. Beijao!!

Andréa Motta disse...

Janaína, muito louvável de sua parte reconhecer este fato. Aproveito para avisar que você já pode tirar esse selinho de Coisas do Brasil de sua barra lateral. Eu vim lhe convidar para participar de Coisas do Brasil 2. Um abraço!

Yvonne disse...

Amiga, qual foi o erro? Não entendi bem. Essa história é velha, mas não invalidou nem um pouco a sua homenagem.Beijocas

Leonor Cordeiro disse...

Querida Janaina,

A sua postagem foi linda. Falou tão bem da Cecília, mostrou a sala Cecília Meireles.
O problema que aconteceu com a música Canteiros não é tão conhecido. Milhões de pessoas amam a música e não sabem que isso aconteceu. Você não tinha obrigação de estar informada sobre os acontecimentos que aconteceram na década de 70.
Nós não conseguimos saber todas as informações sobre determinado assunto.
Quando comentei sobre Canteiros e Marcha não tive a intenção de chamar a sua intenção . Se estamos fazendo uma blogagem sobre Cecília, a música Canteiros será citada pois é muito conhecida, todos nós gostamos da música. Aproveitei a oportunidade para comentar com você.
Não fique triste por causa de um detalhe que o próprio Fagner fez a correção e deu os créditos a Cecília.
Quero ver você feliz e não triste. A blogagem ainda está uma festa e você faz parte dela. Cada participante foi fundamental para essa homenagem.
Vou esperar um bilhetinho seu, estou preocupada, quero que você se sinta feliz e não chateada.
Grannnnde abraço!
Com carinho,
Leonor Cordeiro

Lula disse...

Não precisa pedir desculpas. Eu mesmo não sabia disso, muita gente não sabia! O post foi ótimo e valeu, pra mim.

Beijão.

EternaApaixonada disse...

*****

Querida amiga

já chego com vários comentários e me solidarizo com as respostas.
Acontece... E assim vamos conhecendo mais tanta coisa.
Leonor falou tudo!
Fique tranquila!
O importante é que vc fez uma linda homenagem à amada Cecília.
E certamente fará parte de novas homenagens, a próxima será para Florbela Espanca, em 08 de dezembro.
Grande beijo e ótima semana!
Helô

*****

sexy disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
mhi disse...

Redtube Cam