segunda-feira, 10 de setembro de 2007

ÊTA POVO ESTRANHO...

Eu nunca fui de falar sobre fatos de meu dia a dia particularmente, mas dessa vez estava pensando sobre umas coisas bem engraçadas que aconteceram aqui em meu prédio.

Hoje quando chegeui de mais um dia de lavoro, recebi uma notícia:Janaina, sabia que Beltrana de tal se casou?Pois é , eu estava até desconfiando porque ela estava de aliança no dedo e certa vez esperando o elevador ouvi em bom e alto som músicas de casamento.
Trocando em miúdos:ela estava fazendo questão de que todos soubessem que ela iria se casar e que todo o prédio não serai convidado...corrijo:quase todo o peérdio não seria convidado.

Escrevo que essa ciratura é bem esquisita porque há exatamente dez anos atrás ela fez festa de quinze anos aqui no prédio e fez questão de convidar o todo mundo. Só não convidou quem ela não gostava mesmo.Quando ela me convidou então, eu até me assustei,pois eu estava saindo do elevador e ela atropelou todo mundo só para me convidar.E agora se casou escondido de todo mundo para ninguém soubesse mas todo mundo acabou sabendo...rsrsrsrsrs.

A mocinha ela quis fazer tudo tão discretamente que resolveu se "arrumar" em outro lugar.Mas falando a verdade,essa ex-vizinha era muito antipática, na piscina falava mal de muita gente e dizia que detestava o prédio.Os vizinhos também tinham o mesmo ponto em comum: a garotada da época a achavam muito metidinha, chegando ao potno de colocarem uma vassoura na porta de seu apartamnento, o apelido dela era "bruxa" ehehehehehe.

E por falar em coisas engraçadas,o que escerevrei pode até ser de forma humorada até certo ponto,mas demonstra de que modo algumas pessoas procuram o caminho da felicidade só que de uma forma errada.Fico impressionada como o uso e abuso de drogas são capazes de fazer com uma pessoa.

Aqui no meu prédio tinha um vizinho que estava devendo os tubos de condomínio por causa de drogas, o apartamento teve que ser entregue,indo a leilão.Mas as história sobre esse outro ex-vizinho são meio engraçadas.Ele morava no primeiro andar, e a varanda dava bem pertinho da piscina...adivinhem o que ele fez?Pulou da varanda para a piscina.O síndico na época perguntou porque ele fez aquilo.Respondeu simplesmente que queria saber qual era a sensação de pular da para a piscina.

Sobre bebida, não é novidade para ninguém, efeito de bebedeira demais é aquilo:muiots enfiam o pé na jaca...Teve um convidado numa festa que tava tão bêbado fui que pulou da churrasqueira direto para o jardim do prédio, como ele não moreeeeuuuu,não sei...

Mas acabou sobrando para o dono da festa,que teve que pagar multa e seis meses sem fazer festa...

Vocês devem e podem até rir disso tudo, mas quando o assunto é droga começa assim mesmo:numa simples brincadeira mas que acaba sempre mal.As drogas são bem convidativas,até o momento que você não estaja representando nehnhum perigo para a sociedade.Agora, caso você dê o primeiro vacilo, todos desaparecem e te descartam como se fosse um copo de plástico...Ninguém aqui é descartável,somos muiot importantes e estamos acima dessas bobagens...

Por isso que sempre fui assim e sempre serei, podem até falar que sou chata, careta, anti-social, nem ligo:o que importa é estar bem comigo mesma, com a minha própria coisnconsciência ,sabendo que o mundo não gogira entorno de meu prórpróprio um umbigo.

Dado o recado, um forte abraço para todos e tenham uma excelente semana,
Janaina de Almeida.

7 comentários:

Flavia Sereia disse...

Eu odeio vexame de gente bebada, se estou num lugar e tem gente assim, eu me retiro, seja quem for. Eu não coloco uma gota de alcool seguer na boca, simplesmente não gosto.

bjs

Yvonne disse...

Janaína, adoro cerveja, mas até certo ponto. Não dá pra dar vexame assim sem mais nem menos. Esse seu vizinho é prá lá de doido mesmo e a noiva esquisitérrima, rsrsrs.
Beijocas

DO disse...

Na minha infancia,tinhamos uma turma muito bacana aqui no prédio. Mas as cosias mudam,as pessoas mudaram,cresceram,casaram e hoje o edifício ficou cheio de "idosos".
Problemas como os que vc falou,eu nunca li por aqui,mas,em compensação,é muito dificil a convivencia com alguns judeus ortodoxos e radicais que nem te cumprimentam e sempre te olham por cima.
Beijos!

Lulu on the Sky disse...

Adoro cerveja mas não consigo beber muito, acho ridiculo pessoal q dá vexame.
Tinha uma turma muito legal no prédio, pena q todo mundo se mudou.
Big Beijos

Monalisa disse...

Janaina, esse pessoal que usa droga e bebe demais tem um problema: não conseguem encarar a vida sóbrios, precisam de substâncias que mascaram a realidades. Beijos!

Leiloca disse...

Acho que beber de vez em quando até pode ser legal. Mas quando a pessoa sabe o seu limite. Meu limite é duas caipinhas. Quam dera que todos soubessem o seu limite.
Beijos

Julis disse...

affe ninguém merece heim Jana, amiga ficarei ausente por algunas dias, estou de molho, mas está tudo bem comigo